O dicionário eletrônico na construção do sentido em língua estrangeira.

Vilson Jose Leffa

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar até que ponto o dicionário eletrônico pode ajudar o leitor a antecipar seu desempenho de leitura antes de ter desenvolvido a devida competência lingüística. Dois estudos foram realizados: o primeiro com alunos universitários, falantes de português, lendo textos em língua inglesa e usando dicionários bilíngües convencionais e um dicionário bilíngüe eletrônico; o segundo estudo foi realizado com alunos surdos, lendo um texto em português, considerado para eles como língua estrangeira, e usando um dicionário eletrônico bilíngüe, LIBRASportuguês. Os resultados sugerem que o dicionário eletrônico, mais do que o dicionário convencional, tem a potencialidade de antecipar o desempenho de leitores sem a devida competência lingüística, levando-os a construir com mais facilidade o sentido do texto, aproximando, assim, quem sabe menos de quem sabe mais.

Palavras-chave


Dicionários eletrônicos, línguas estrangeiras, LIBRAS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.